sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Passou

Nossa lembrei que tenho um blog, então vou escrever, escrever sobre 2010, porque hoje é o último dia desse ano que vai passar, minha mãe ta aqui, na verdade agora nesse exato momento, ela ta dando voltas pelo centro, porque eu fiquei dormindo, tenho que aproveitar né? Então, nossa esse ano eu nem vi passar, nossa um ano de vagabundo depois do colégio, todo mundo merece, nem estudei quase, queria ter estudado 18 vezes mais, porque 18? depois eu explico, atri que não. Mas então 2010 conheci uma galera, aconteceu tantas coisas, tantas brigas, tantos vai e voltas, eu nem consigo saber o que foi nesse ano ou que foi no outro, nesse ano eu era até cabeludo, fazia academia, nesse ano bebi muita coca cola, dei muitas risadas, chorei até demais, não demais, mas pra mim que não choro por quase nada, chorei, me mudei de casa, de cidade, mas eu percebo que tá tudo diferente e tudo igual, porque quem é pra sempre vai ser pra sempre, eu vivi uns dias depressivos pra caralho, outros sorrindo pra caralho, me sentindo um puta vencedor, hoje agora, eu to tão feliz, mas de noite não sei como estarei, nem sei pra onde vou, onde vou passar a tão esperada por todos 'virada'. Não vou beber, não vou zuar, vou estar com minha mãe linda, que eu estava morrendo de saudades, mas a gente já estamos meio de mal hoje, porque ela não deixa eu dormir, parece uma véia, mas então tive um relacionamento interminável, que vi acabar, mas que ainda segue firme e forte, de outra forma, minha vida ta confusa, cheio de novos planos, cheio de novos desafios, e era disso que eu vim atrás, eu nem leio o que escrevia antes, lembro que estava desesperado, mas eu ainda estou, mas é que tive uma noite de bastante sono, dai dormi bem e acordei perfeitamente, o meu humor muda pra caralho com o tempo de sono, agora eu vou almoçar pizza, que nem é boa e esta a um bom tempo na geladeira. Eu nem vou falar das tantas merdas que podem ocorrer em 2010, porque eu não to com medo delas, eu só tenho receio, e se eu to aqui tenho coragem de enfrentá-las, estou escutando Nando Reis, eu não gostava, dai fui em um show dele na redenção e aprendi a curtir, ele levou galera de todas as gerações, uma galera muito louca, tinha gente dançando de umas formas muito estranhas, tá mas isso é detalhe, cada um com seu jeito de requebrar o quadril, eu mesmo, sou muito duro, tentei até dançar pagode esse ano, não rolou, e não contem pra ninguém isso em, imagina a galera falando - Olha o joão duro que não sabe dançar pagode!! *risos*- Seria extremamente triste. Tá mas voltando ao assunto, eu troco muito de assunto não me controlo. 2011 todo mundo na esperança "esse ano vai!!" Vai o caralho, vai ser igual ao ano passado, só que tu vai estar mais velho, com responsabilidades diferentes, e vai acontecer coisas diferentes, porque todo mundo envelhece junto, pelo menos a idade. Todo mundo apostando na Mega Sena da virada, imagina se algum amigo meu ganha? Eu acho que no outro dia ele deixa de ser meu amigo. Eu nem apostei, eu já pensei que ia ganhar várias vezes, esse fim de ano, estava preocupado com tantas coisas, que acabei esquecendo que poderia virar milionário apostando em um joguinho besta, tava mais por tentar me matar estudando e tal, mas quero ver quem vai ganhar isso, aposto que vai ser alguém rico, ou alguém longe de mim, se fosse assim eu ganhava na mega sena, ninguém muito conhecido vai ganhar, que tenso né. Mas esse post esta tão besta quanto os outros que não consigo chegar a um assunto fixo. Eu já vou me despedindo pra não ficar do tamanho da bíblia, desejo a todo mundo (nem todo mundo, FATO) um feliz ano novo, e muitas felicidades, muito sucesso, quero que as pessoas que eu gosto tenham muitas felicidades nesse novo ano (egoísta), Tá mas quem são elas? Elas sabem quem são, faço de minha personalidade dizer de quem eu realmente gosto. OBRIGADO por tantas forças que uma galera me deu esse ano, obrigado por tantas palavras que me ajudaram, obrigado aí todo mundo que tá comigo, e sabe que estou com vocês também. As palavras do momento são "ESPERANÇA, #vaidartudocerto, e ótimo trago hoje a noite, 2012 esta vindo".

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Aquela noite, aqueles pensamentos

"E daquela cova nasceu a flor que expressa dor e evolução em busca de um sentido escondido"
"A discordia está me deixando louco
Meus pensamentos se tornam poucos
A minha dor esta cada vez mais forte
O meu azar pode se tornar sorte
O fim eu não quero que chegue
Quebro regras mesmo que todo mundo não deixe
Aquele grito se torna constante
Aquele amor se tornou muito mais entusiasmante"
"Saudades dos momentos em que sonhei em sentir"
"A lógica é tão besta, o resultado final concreto é inasceitável"

E toda a lógica daquele momento, hoje se torna tão sem nexo,
e quando penso que já cheguei ao máximo, vejo que ainda falta tudo,
Aqueles textos, na hora fazia sentido, hoje não tem mais valor, apenas
a vontade de ler, e ver o quanto eu era imbecil.

Mudei a forma de escrever, a forma de viver, a forma de me expressar
a forma de me apresentar, a forma de sorrir, de compreender, eu quero dormir
pra acordar, sem essa dor chata de cabeça. Vamos fugir da rotina, e ver no que que dá.
Ao mesmo tempo o medo me persegue, de estar comentendo o mesmo erro, várias vezes,
e aquele tempo que é mais que o real, só o meu inconsciente consegue me compreender.

Me comprovou

Esse choro inesperado só me comprova a força que eu terei, a força que eu perdi, e recuperei, eu só quero a agradecer por ter essa chance, por ter conhecido quem conheci, só agradeço por tudo que aconteceu, eu sei que vou vencer, eu tenho medo. Como todo mundo erro e muito, mas só quero provar a mim mesmo o quanto sou capaz, e que nada disso vai me abalar, e que nada vai me impedir de vencer, e que nada vai me induzir a falhar, eu vou acertar, e ser tudo der errado, eu falarei de boca cheia que dei o meu máximo, e pra mim vai ser como uma vitória, porque eu vim em busca de luta e batalha, eu quero isso, eu vou realizar meus sonhos, eu vou mesmo não sabendo quais são, eu quero que tudo que me faça feliz esteja na minha volta, um dia, é tudo um processo de evolução, e eu nunca vou desistir de nada, e os momentos mais marcantes da minha vida foram realmente muito bem aproveitados, eu não me arrependo de uma palavra que tenha dito até hoje, se falei é porque estava sentindo, e eu sou real, eu sou sincero, se sentir eu vou falar, não gosto de ficar parado, não gosto de estar sem evolução, eu não quero morrer aqui, isso apenas é o começo, tudo é pouco, eu vou atrás do que sempre procurei, eu só quero que nunca tenha fim. O que me faz feliz, é a busca pelo conhecimento, a busca por ser alguém melhor, esse post é em um momento feliz da minha vida que eu me derramei em lágrimas sem saber o motivo, e eu não sou de chorar, e não consigo parar, eu não sei o que ta acontecendo, mas essas lágrimas se tornam meu café de cada manhã, que vou levantar e vou lutar por uma vida melhor, me considero uma pessoa forte. Eu só quero me provar que não sou outro acéfalo, outro ser irracional, outro ser que não sabe o que quer, tá eu não sei, mas estou sempre atras, eu não vou ser que nem os outros, eu sou único e é isso que quero provar pra mim, eu não sou igual a ninguém, isso me anima, me desanima, me sinto longe de todos, ao mesmo tempo tão próximo, sabe quero fazer o meu, e provar que nada é difícil, que todo mundo tem oportunidades, é só realmente correr atrás, o pensamento do momento é “VENCER E LUTAR SEMPRE”.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Sangue

E se houver uma guerra? Assim do nada, todo mundo vai pra lá, morre metade da população, o que seria dessa geração? Como foi que a outra geração aguentou? Será que o mundo sobreviveria? Será que alguém teria a esperança de ir com uma arma, onde teria tanques, aviões, bombas atômicas? Na verdade nos obrigariam a ir pra morte, o que ia restar de nós? De mim, iam restar, lembranças de um cara com 18 anos, confuso, e esses textos, de pouco valor, de nenhum valor na real, as pessoas acreditam que nunca vai acontecer outra guerra, mas se do nada acontecer? Eu não sou imortal, ninguém é, ou somos? Todo mundo duvida, eu também duvido, mas se acontecer? Estamos Preparados?
Pensar em morte, é pensar em nada, pois ninguém sabe o que vem depois, e é tanta tolice. Viver o hoje, é o que mais vem dando certo, então, planejar o futuro, é complicado, ai imagina se eu me drogasse ?
Frase do momento é "João você está se sentindo bem ? Quantos dedos tem aqui ?".

Planos

O que mais me atrapalha, é planejar, eu sinto isso o dia todo, eu penso que tudo vai dar certo, do nada da tudo errado, e eu não consigo acreditar, no final eu entendo, e sei lá, as vezes começo a viajar, sério, tipo quase sempre, eu penso muito, gosto de pensar, de entender, de compreender o que me cerca, o que vai vir, mas as vezes vem coisas demais, e do nada da uma merda gigantesca, eu já tenho medo de coisas muito perfeitas, tenho medo de acreditar demais e quebrar a cara, tenho vontade de ir em frente até conseguir chegar aonde eu quero, eu não vou desistir, nada disso vai me fazer desistir, eu acredito, eu sei que vai ficar tudo bem, eu me apavoro com detalhes, me apavoro com a mentalidade das pessoas, me apavoro com o meu orgulho extremo, com minhas idéias formuladas, com uma base que só eu entendo, com as pessoas que não deixam, ideias novas entrarem em sua mente, pessoas hipócritas, galerinha ridícula, que vive me cercando, estou num momento bom, que até me fez esboçar sorrisos, mas não sei to esperando muito o amanhã, isso não é bom, essas semanas estão vuando, esse ano passou rápido demais, eu já não consigo fazer o que planejo, eu queria escrever aqui todos os dias e não consigo, eu queria ler o que escrevo e não consigo, tantas coisas bobas, que vão acumulando, vontade de gritar, eu já estou meio com meu rumo traçado, mas tudo da uma vira volta do nada, sério, agora esta tudo melhor, mas do nada fica extremamente pior, é assustador, divertido, prazeroso. O vida complexa, mas eu ainda sigo firme, pensando que são poucos os que vão vencer, e vão conseguir deixar sua marca, e eu ainda quero saber, se quero ser um deles, aí sim, vou poder afirmar o que quero pra mim. A frase do momento é "Pessoas loucas, me deixem em paz".

domingo, 21 de novembro de 2010

Vontades

Eita vontade de escrever, de desabafar, de falar, de conversar, de gritar, de bater, de fugir, de comer, de dormir, de sonhar, de acordar, de molhar o rosto, vontade de ficar bêbado, e chorar, ou sorrir, ou tentar, ou sumir, ou voltar.. Eita vontade de correr, até você, você mesmo, mesmo não sabendo onde você esta, como te encontrar, um dia talvez, como assim? Talvez um dia, é mesmo, esse dia, o tal dia, pode ser hoje ou amanhã, mas por quê não foi ontem? Por quê? Me responda, o porquê de tudo isso dessa confusão, de tantas coincidências que não levam a nada, de tantos olhares, que acabam em olhares, de tantos sorrisos, que não passam de falsidade escondidas atrás de dentes e gestos, por quê essa música tanto faz eu ficar triste, e feliz ? Por quê a tristeza me faz pensar diferente ? Essa diferença me irrita, não entendo, alguém me explica, meu conflito esta aumentando, cada vez mais, e tende a ficar pior e pior, as pessoas fogem da minha imaginação, é tudo estranho, tudo difícil nunca está adequado, nunca está bom.. será que um dia estará ?
Ouvir isso, depois de ter conversado, parece que eu previ tudo que ia acontecer, parece que as vezes as coisas boas somem de mim, e começa a acontecer um bando de coisas ruins, do nada abre aquele arco-íris por 2 segundos, e tu tem a obrigação de aproveitar o máximo, aproveitar é uma palavra que é difícil pra mim compreender, eu não sei mais o que falar, eu vou tentar parar de pensar. Vontade de dar uma espiada no dia triste ou feliz de amanhã, acho que surpresas estão cada dia mais assustadoras. Frase do momento é "por quê isso é assim ?"

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

O meu hoje.


Escutando um system of a down, e comendo uma barra de chocolate perfeita, estou numa sensação de esperar o dia de amanha, eu acho ruim sabe, não ter o que fazer, e ficar esperando o amanha chegar, pra gente ter algo pra se realizar, minha vida ta corrida, meu blog esquecido, a internet eu não uso mais, quando uso fico mais triste do que feliz, eu já nem penso muito, quando penso tomo no cu, sério to na sensação que sou diferente do mundo inteiro, e ninguém é igual a mim, ninguém pensa do mesmo jeito que eu, isso é bom ou ruim ? Não sei dizer, eu queria escrever o que tenho escrito naquelas folhas finais daquele meu caderno, daquelas madrugadas que eu fiquei de estudar, a única coisa que eu fazia, era olhar filmes na intercine e pensar em escrever, eu to tornando isso um lugar pra mim guardar meus pensamentos momentâneos, e depois ler, sempre quando leio o que escrevi a muito tempo, falo automaticamente "ai como eu era imbecil". Será que vou falar isso daqui alguns anos ? Eu me sinto velho demais, em todas as idades que eu passo, depois dos 15 eu me sinto idoso, penso no futuro, penso no que vai ser da minha vida, sem planos e nem estratégias, vou abusando da vida, e vou vivendo sem saber o que vai acontecer, apenas to vivendo, isso me da uma agonia, porque eu não sei o que vai acontecer, até ta dando certo, mas esse lance ta me corroendo o coração, esse lance de amor é o mais complicado, eu to muito pilhado em escrever sobre amor aqui um dia, e falar tudo que eu penso, mas eu não tenho tempo, é chato não ter tempo de fazer as coisas que tu quer, na verdade se eu quisesse tanto, eu teria escrito.Me sinto complexo, eu sou irritante, orgulhoso, sei lá e ao mesmo tempo me sinto o cara mais legal do mundo, é estranho essa sensação, falando em sensação, sensação boa é comer esse chocolate e estar escrevendo aqui, eu presto mais atenção no sabor do doce, do que no que eu escrevo. Ei sério eu tenho medo de ler o que to escrevendo, medo de me contradizer com meus pensamentos, eu vivo atrás da felicidade isso me indigna, por que pensar no futuro deixa a gente tão louco? Ai sei lá eu vou parar de escrever essas coisas sem nexos, e pensamentos aleatórios e vou começar a falar sobre temas definidos aqui, o pensamento do momento é "quero mais chocolate".

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

A opinião alheia

Uma situação difícil de vencer, é a tal opinião dos outros, que te abala em certos pontos, e tu tens que se superar pra não afligir no teu humor, é quase impossível, tu ficares feliz enquanto alguém está falando que tu não é capaz, tentar não dar bola é complicado, mas não tem outra alternativa, críticas são chatas, mas são legais de se escutar, gosto das sinceras, mas como saberei se é sincero ou não ? Acabei de escutar que falaram que eu sou uma pessoa legal, meu sorriso foi de orelha a orelha, gosto tanto de ter pessoas que são minhas amigas pelo que eu sou, não pelo que aparento ser, eu gosto tanto de sinceridade, tanto de humildade, eu gosto tanto de pessoas 'boas', eu procuro o melhor em cada pessoa quando a conheço, mas isso nem sempre é fácil, porque teu pensamento é diferente do dela. Eu gosto de contar tudo o que sinto, e expor todas minhas ideias, gosto que as pessoas conheçam meu pensamento, e saibam que eu gosto de ser sincero logo de começo, tento me preservar as vezes, pra não ser visto como uma pessoa ingênua, ingenuidade trás pra perto de ti pessoas que querem te fuder. No momento to escutando a dilma falando com william bonner, e o serra também, acho tanta falsidade na fala dos dois, não estou prestando muita atenção, mas não consigo achar que eles vão melhorar o Brasil, esse Brasil que elegeu Romário, Tiririca e Darley, ridículo, e tem gente que "apóia", triste muito triste, mas quem sou eu pra falar algo, eu nem votei só justifiquei, não gosto de usar imagem pra crescer, aproveitar da sua fama pra ganhar dinheiro, eu acho um grande fracasso isso, mas as vezes é necessário. Só queria fechar a noite com um post diferente, mas não sei o que escrever de "diferente", talvez se eu contasse aquele sonho da noite passada, não, não lembro da metade dele, odeio esquecer os sonhos, as vezes eu gosto, as vezes confundo sonhos com realidade, sou meio esquisito, sou diferente de todo mundo, e gosto de ser diferente, pena que raramente acho alguém no mínimo parecidinho comigo, mas também se acho não largo mais, as vezes a vida me afasta dessas pessoas, mas eu nunca esqueço, não esqueço de ninguém que simbolizou alguma coisa pra mim, sou muito de acreditar nas pessoas, e isso só me fode, mas não dou chances a quem não merece, sou muito revoltado, se não gostei falarei na cara, ou esperarei, mas um dia chegará o momento certo, eu vou dormir agora que meus olhos estão fechando automaticamente, lembra aquele episódio do Tom e Jerry que o Tom coloca palitinho nas pálpebras pra ficar acordado ? É eu to igual, se tu não lembrou, vai se fuder, minha infância foi Tom e Jerry Pica Pau e DBZ entre outros, e não Restart, lá vem o João preconceituoso, vai tomar no cu João. Eu costumo muito responder automaticamente minhas perguntas, que medo tocou uma sirene da policia do nada, o que será que aconteceu ? Grande bosta o que aconteceu aconteceu, que medo desse mundo louco, mas então como ia dizendo, vou dormir sonhar com a Brody dalle, ou n. A frase do momento é "Tenho que limpar essa bagunça na cozinha".

Erros de português

Saiam daqui.

Em casa, no sofá.

Estava eu, em Alegrete, sem internet, noites de 'estudos' comecei a estudar literatura, estava pensando no blog, aquele que demorei tanto pra postar de novo, aquele que meu pensamento era postar só depois de algumas semanas que eu começasse a trabalhar, porque queria contar a realidade, após ter conseguido o trabalho, mas enfim.. Lá estava eu com um caderno e um livro de literatura, olhando O programa do Jô, e antes eu olhava Dois homens e meio, que aliás eu acho perfeito. Mas continuando... Quero postar meus pensamentos logo logo, vou postar eles soltos como eu escrevi na hora, a lógica não vai existir, pra vocês, talvez pra mim, exista, ou talvez não, na verdade meu mundo é meio sem lógica, existe uma lógica por trás de um mundo sem lógica, mas ninguém entende. Então vou postar, o poema imbecil que citei pra mãe, e ela duvidou que fosse eu que tinha escrito, algo que nem eu entendi o que escrevi, meio sem nexo, mas é legal porque rima, eu nem sei onde eu escrevi, mas eu vou achar, eu sei que vou, se bem que minha casa esta uma bagunça, e eu ainda tenho que ir no supermercado, preciso lá comprar um esquema extremamente importante no meu dia a dia, que não contarei o que é, eu ainda to pilhado em comprar o boné, ainda mais com cabelo curto agora, precisava comentar isso no meio desse post, atrapalhando todo o meu pensamento e tal, agora nem lembro o que eu tava falando, terei que ler de novo, que saco, ler o que eu escrevo é uma bosta, eu acho que estou meio revoltado, na verdade eu sou meio revoltado, hoje eu queria dar uma volta de noite, mas como trabalho amanha eu só quero dormir, com os anjos e tal, e ver se eu melhoro, um dia vou vir aqui e postar tudo que escrevi, vai ser meio sem ordem, mas quem leu esse, entenderá porque estarei largando aquelas idéias ali. O pensamento do momento é "Bá como é perfeito dormir, to muito afim de dormir e não ir no supermercado e nem fazer nada, apenas deitar", te liga que esse foi a maior frase do final dos meus posts, estou mudando que medo.

Análises

Chegar em casa, e pensar "vou escrever tudo o que pensei em TODO esse tempo". É foda, na verdade o 'foda' é tu lembrar de tudo que tu tem pra falar e saber explicar direitinho, na verdade não seria explicar, porque eu escrevo através de diálogos. Né estou trabalhando, sério, antes isso parecia ser tão impossível, do nada sabe, minha vida virou, o jogo virou ou uou (8) ta parei com strike, na verdade eu não curto strike. Escrevendo assim até parece que estou muito feliz, mentira não transimite nenhuma felicidade nessas palavras, mas deu a entender que esta tudo normal na minha vida, eu tenho que comentar um ponto antes de tudo que eu tenho pra dizer, que foi o que aconteceu hoje, de boa é sexta feira, e tipo uma sexta feira no teu trabalho ou normalmente é muito cansativa, triste ou feliz, hoje foi os três, até parece que eu já tive muitas sextas feiras de trabalho, ta essa é a primeira, mas eu imaginei que fosse assim, e foi. Bom continuando, cortei meu cabelo, o que é cortar o cabelo pra mim, é como perder um braço, não sou extremamente fissurado no meu cabelo, nem acho que cabelo é tudo, mas eu apenas gosto, e tipo me sinto bem, eu acho que em primeiro lugar tu tem que se sentir bem, não achas ? E sério eu cortei e tipo estou sem franja, e sei lá é algo comum estar sem franja pra muitas pessoas, mas sei lá, estou achando difícil fazer isso, sério mesmo, e agora eu vou ter que cortar extremamente curto, de boa eu quase chorei, não pelo fato de perder o cabelo, o fato de estar decepcionado, com o mundo em que vivo, algo como 'preconceito gigantesco', tudo bem toda essa regra da sociedade, mas é triste pra mim né. Mas falando a real, eu estou extremamente feliz no meu emprego, é um lugar lindo e perfeito pra trabalhar, dos sonhos mesmo, mas não escondo que estou triste, porque isso não muda nada no meu trabalho, eu não vou ter mais desempenho, ou menos, se eu cortar o cabelo, dai eu fiquei triste, me caiu o mundo saber que eu tenho que cortar curto meu cabelo, mas fazer o que, é bom trabalhar lá, eu acho que eu teria que me desfazer do meu cabelo uma hora ou outra... e essa hora chegou, não pensei que seria tão rápido mas já que foi, foi, eu só vou dar meu máximo e provar que sou bom no que eu faço, e ver o que acontece futuramente. Bom então meu mundo "sem rumo", ta diferente, eu agora tenho um emprego, um motivo pra acordar cedo, um motivo pra mim pensar, algo que eu não tenho os horários livres como antes, e isso é bom, tem o lance de eu estudar que esta me deixando encucado mas eu vou conseguir, eu vou chegar lá. Eu preciso comentar, que em cada segundo que eu vivo acontece uma coisa ruim pra mim, e outras coisas boas, hoje foi a notícia do meu cabelo, tudo bem quem nunca passou por isso ? mas depois eu comi um cachorro quente tão perfeito mas tão, tipo era enorme do tamanho do mundo, atri exagerado, mas de boa era gigantesco, eu fiquei feliz, conheci duas pessoas que trabalham comigo que são muito gente boas, simpáticas, gosto disso, tenho um ambiente de trabalho tão confortável,. eu não quero perder isso pelo meu cabelo, eu vou parar de reclamar do meu cabelo, eu juro. Mas tudo isso não quer dizer que o mundo é uma bosta, apenas que o mundo esta longe de ser igual pra todos, porque cada um tem um pensamento único, cada um tem o seu próprio mundo, mas tem que se adequar ao mundo de todos, o mundo que é a 'realidade'. O pensamento do momento é "ir ao supermercado".

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Partiu

É chegou a hora, são 18:41, estou tri pilhado pra chegar em Alegrete, amanhã tem o show da dekalc, e vai estar uma galera que eu conheço, estou feliz e triste ao mesmo tempo, como sempre digo os opostos andam junto quando se trata de joão machado, arrumei a casa, limpei direitinho, estou com duas malas, estou levando pouca coisa, estou muito afim de ir pra Alegrete e levar meu computador pra ficar jogando, quero achar meus fones de ouvido, pra escutar música daqui até lá, o pior que não estou com sono, e a viagem demora pra caralho, vou mofar no ônibus, estou de bermudas, fazia um bom tempo que eu não colocava bermudas, estou escutando uma música que sempre escuto, mas não gosto de escutar, hoje olhei o dvd do show do Green Day e me deu muita tristeza em saber que perdi o show dos caras aqui em Porto Alegre. Vida sem internet e sem saber o que fazer, como disse só vou estudar, tenho que levar o lixo lá fora, vou no mercado tirar dinheiro pro taxi, e comprar algum doce pra comer na viagem, estou pensando que os guris estarão na rodoviária me esperando, mas eu duvido muito, vai ser muito tarde, escrevi isso como uma despedida até novembro, talvez um dia eu junte um dinheiro e vá a alguma lan house e escreva bastante, estou esperançoso, triste com certas situações que não sei resolver da minha vida, estou me sentindo tão próximo ao que eu odeio que esta me deixando louco, só quero ver a hora que chegar em Alegrete, e a saudades de Porto Alegre bater no meu peito, é isso agradeço a quem leu essas merdas que postei, teve uma hora que pirei e tive que desabafar, vou lá com meus fones de ouvido, meu moleton, minha bermuda, meu all star, e minhas malas. A frase do meu momento é "Mãe estou de volta".

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Outubro

Um mês que eu não tenho muitas recordações, um mês onde minha vida em nada mudou, parece que estou parado sem fazer algo realmente produtivo, sim eu estou assim, todo mundo percebe, mas não gosto de ficar parado de não mudar nada. Esse fim de semana vou ir pra Alegrete, minha cidade natal, onde eu tenho alguns amigos, outras pessoas, e minha mãe, é vou ver ela, estou feliz pra caralho, nunca pensei estar tão feliz, em ver aquela velha chata, e é o segundo post que falo isso. Então ficarei sem internet um bom tempo, sem escrever nesse blog, sem olhar as fotos do orkut dos outros, sem passar o dia inteiro no msn, vou dedicar meu tempo aos estudos, não tenho idéia de como estará o meu ânimo pra voltar, eu sei que lá eu acordo com os pássaros cantando, as vacas mugindo, aqui eu acordo todo dia com o barulho de uma furadeira, ou de um martelo, ah que diferença, mas lá não é pra mim, eu sinto isso, já aqui eu vejo tantas pessoas, que não mudaram nada na minha vida, mas sei lá me sinto melhor, me sinto mais envolvido, mais normal seria a palavra, e agora parece que vou passar umas férias no mato, é tão estranho essa situação de eu achar que moro aqui, se faz apenas 1 mês. Vou sair de casa daqui um pouco e vou ir no shopping almoçar com algumas amigas, isso é tão diferente da minha rotina de Alegrete, onde eu nunca saia pra almoçar, eu apenas tomava Coca-Cola, mas sei lá a vida esta me mostrando duas faces e pra mim são exatamente iguais, o que pode mudar sou eu, e eu não estou me sentindo capaz de fazer isto, espero que tudo se ajeite, que essa turbulência no meu cotidiano acabe, e eu ache um rumo pra seguir, talvez entrando na faculdade muda totalmente meu ponto de vista sobre as coisas, gosto tanto de novas experiências, estou ansioso por isso. Minha dor de garganta não passa, essa dor no meu olho não me deixa em paz, eu já nem sinto tanta vontade de beber como estava sentindo, mas se me oferecem aquele gole de cerveja bem gelada, eu aceitarei, e quente também, por que ? Nem sei responder, gosto dessa ilusão que ao mesmo tempo acho ridículo, eu gosto, é gosto sim. É espero que tudo se ajeite a partir de agora, quero dar um rumo ao meu coração, mas que não seja Alegrete, quero sentir o amor batendo forte no meu peito como sempre bateu, eu estou decepcionado, triste, perdi uma amizade que hoje não é nem a metade do que já foi, mas eu senti, senti sim, valorizei muito, na hora de nada valeu, ah mundo triste, por que é assim ? E foi tipo, alguns anos de sonhos, que quando podiam ser tornar reais, foram por água abaixo, mas que me fez refletir, confiei demais em uma coisa impossível de acontecer, e quanto tudo esta ruim, sempre poderá ficar pior, e pior... E talvez um dia, aquele breve momento de felicidade, apague todo esse sentimento de tristeza, que reina no meu cotidiano. Outubro o mês que a realidade me mostrou sua cara, a sua cara falsa e desunida. E como sempre estou atrasado, vou parando por aqui, talvez essa noite, ou amanhã eu escreva mais alguns textos, a frase do meu pensamento no momento é "Forget to remember".

terça-feira, 12 de outubro de 2010

O contexto

O chuveiro pingando eu nem escuto mais, parece que durmo sempre com chuva, mas nem percebo, se tornou um som só, essa construção está me deixando louco, vontade de xingar esses retardados, eu posso dar uma bela desculpa por não estar estudando tudo que prometi, por esse barulho insuportável, falar em estudar acho que esta na hora de eu criar vergonha, só quero saber de amor, de internet, música, festas, escrever, ler, cansei desse mundinho, até to gostando dessa nova fase 'ler mais' queria ler livros, nunca li um livro, me sinto ignorante ao extremo por isso, gosto de me sentir culto. Eu vou andando por essa cidade, e analisando tanto as pessoas, elas andam correndo, nem olham para os lados, por que é assim ? Hoje é feriado, e tem tanta gente correndo e trabalhando, dias das crianças, que lindo não ganho presente faz dois anos, mas eu tenho apenas 18 anos, me sinto um jovem, minha mãe me ligou hoje, eu fiquei muito feliz, eu disse que amava ela e que estava com saudades da comida que ela fazia pra mim, estou tomando iogurte e vou almoçar miojo daqui a pouco, estou só pelo leite condensado que eu comprei, doces como eu amo doces, quando morava em Alegrete nunca faltava doces, minha mãe falava que eu ficaria diabético, e eu dizia que a culpa era dela, ela me falava que pararia de fazer doces, no outro dia tinha uma torta de chocolate perfeita na mesa, ai ai como sinto falta disso, não só da comida, sinto falta das brigas das intrigas que ela fazia comigo, ontem uma guria que estava comigo não parava de reclamar que a mãe dela ligava que a familia ligava, eu falei que um dia ela sentiria saudades, ela ficou tensa, eu estou aqui morrendo de saudades me mordendo pra não voltar correndo pra casa abraçar ela, e voltar pra cá com ela do meu lado, morar com a mãe é chato, mas é tão mais fácil, mesmo sendo tão difícil. Sério eu estou acreditando que os opostos andam juntos, será que eu tenho que achar alguém oposto a mim ? Uma pessoa oposta a mim seria o que ? Não sei decifrar como eu sou, ontem me chamaram de carente, eu sou carente mesmo, quando chamo as pessoas de carentes todas ficam dizendo - Ai não sou carente nada, carência é para os fracos! - Logo essas mesmas pessoas fazem caras de tristes, provando a si mesmo que são carentes, acho que todo mundo é, ninguém consegue viver sozinho, minhas mãe disse que eu tenho que aprender a viver sozinho, eu também acho, vim pra Porto Alegre por isso, mas não estou conseguindo, difícil heinho.. Quero muito ir ao cinema, sempre sonhei em ir ao cinema de cidade grandes com pipocas e com refrigerantes, olhando um filme de comédia, ou um romântico, ou até um drama, gosto de filmes que me fazem refletir, me lembrei um filme que vi de um cachorro, eu amo cachorros, quero ter todos do mundo, e todos se chamariam Bob, e queria ter um gato, mesmo odiando gatos, eu queria um gordo que nem o Garfield, ta João chega! Hoje eu fiquei de sair, estava muito ansioso, na verdade ainda estou, mas acho que não vai rolar, deixei de fazer coisas legais, por isso, vou acabar em casa outra vez, ou vou até o ensaio dos guris, mas é muito longe. A palavra do meu momento é "Sol".

Os detalhes

Eu ando sem vontade de viver, eu ando meio que sem atitude, sei lá, sem vontade de escrever, eu começo pilhado alguma coisa, logo eu desisto, eu não era assim, eu nunca fui assim, na verdade eu não sou assim.. Por que ? ando sonhando coisas ruins, mas sempre tive o pensamento que quando sonho coisas ruins acontecem coisas boas, e vice e versa, por isso tenho medo de sonhar, medo de ver o futuro, que é o que eu não quero ver, esses dias me perguntaram se eu acreditava em destino, você acredita em destino ? Eu fiquei pensando nisso, eu sei que pensar nisso não me levará a nada, mas o que custa acreditar né ? Sei lá, as vezes eu ando na rua vejo pessoas, parece que já conheço, penso - Bá pode ser de outra vida. risos - Sim eu acredito em outras vidas, eu acho que por isso que estou levando essa vida 'tão de boa', sei que tudo vai melhorar, que nada tem um fim, esses dias falaram pra mim que o 'pra sempre' não existe, eu não sei falar sobre isso, na verdade eu sei, e vou falar, eu acho que o pra sempre existe sim, o que não existe é força de vontade pra manter esse pra sempre, porque eu sei que vou lembrar da minha mãe pra sempre, do meu pai pra sempre, da minha primeira namorada pra sempre, e do meu melhor amigo pra sempre, esse pra sempre pode acabar mas enquanto ele durar ele será eterno, e o 'eterno' é pra sempre. Eu acho que sou meio confuso, (meio?) sei lá a cada dia que passa eu tento entender essa vida louca, acho que eu deveria ser um pensador, não faz nada fica só pensando, ainda fica famoso se consegue pensar algo legal, o difícil é eu pensar em algo concreto, esse meu mundo é muito irreal, pra mim tudo é um sonho e um dia a gente acorda, e quando a gente acorda é a morte batendo na nossa porta, tenho medo desses assuntos assim, as pessoas nem dão bola pra isso, porque se dessem nada seria assim, deixar de viver pra pensar no porque esta vivendo, isso não existe, mas eu sou curioso demais. Mudando de assunto, meus dias estão ficando loucos, eu era um guri do interior, e agora sou maior de idade e estou numa cidade grande, ando de trem, vou em estações, vejo pessoas loucas gritando nas ruas, vejo homens estátuas, vejo caras com um pandeiro nos pés, uma folha na boca, e um violão nas mãos, fazendo um belo som, eu sou o único que parei pra escutar o cara dos pandeiros nos pés, eu gosto disso, dessa novidade, vejo gente gritando "vendo ouro, compro ouro" fico imaginando, porque eles fazem aquilo, logo me vem na cabeça, "dinheiro, sobrevivência". Que mundo triste, pessoas tendo que estar com uma estampa no corpo pra se sustentar, fazer o que né, como dizem, não estudaram. Mundo desigual, mas sei lá, esse assunto é muito amplo, o que quero dizer, é como fico encantando com coisas simples, igrejas, prédios altos, pessoas com dreads, pessoas com roupas engraçadas, esses dias vi um cara vestido de pirata, mas era muito real, e tinha uma namorada, era engraçado, uma mulher comentou pra outra -"Que homem sem noção"- Ela nem sabe porque ele estava daquele jeito por que comentou isso ? Até aqui nessa cidade pessoas falam das outras, isso é pelo mundo inteiro. Como eu queria alguém do meu lado, pra ver notar esses detalhes comigo, acho que não existe ninguém que se interesse por isso, como eu. A frase do momento é "Parar de dormir".

domingo, 10 de outubro de 2010

O tal sonho

Não eu não vou falar sobre sonhos, ou sobre vontades, vou falar sobre aquele sonho, daquela noite, aquele em que eu dormia e acordava, e pensava, e olhava pro teto, voltava a dormir, extremamente alucinado, com tanto sono que meus olhos não poderiam se abrir, e se eu conseguisse abrir não via nada além daquele sonho, aquele onde aquela casa mexia, onde eu e aquele meu amigo, subimos para o segundo andar, e o chão sumia de nossos pés, e ao mesmo tempo a gente não conseguia se ver, só via aquela porta com pouca luz, onde tinha aquele cara, aquele que mentia pra mim, e ainda mente, ou não mente, mas segue me iludindo nos sonhos, ou talvez naquele sonho, naquele em qual eu não entendia o porque de ele estar ao meu lado, ou na minha frente, sem palavras algumas ele me dizia tanta coisa, que eu não conseguia entender, eu formulava ideias e não conseguia me expressar pra ele, aquele que estava sempre do meu lado, que sumiu em um dia e nunca mais voltou, aquele que quando eu vejo ele, me mente não estar ali, mas no fundo sei que esta lá, tenho a impressão que estou sendo iludido, pela mentira que ele conta e que eu não acredito, a minha certeza torna-se incerteza quando sonho com aquele cara, aquele que sempre pensei estar ao meu lado, na verdade nunca desisti disso, dessa mentira, que faço tornar verdade a cada vez que sonho com ele, aquele cara que vejo ódio nos olhos em todos os meus sonhos, que era pra estar com o coração partido, cheio de amor pra dar, e eu não enxergo isso ou talvez ele não consiga me demonstrar, aquele que nunca jogou bola comigo, que sempre me amou e me prometia sonhos, que me enganou e fugiu de mim, aquele que eu amo e nunca vou deixar de amar, aquele que todo mundo costuma chamar de pai.

A atualização

Um problema de vários blogueiros além dos erros de português, e a falta de assunto que prende o leitor, é a falta de atualização, principalmente em blogs pessoais como o meu, minha vontade era escrever todos os dias, e eu já perdi a sexta-feira, que saco. Sabe aquela raiva que te da por não estar inspirado pra escrever ? Por que isso ? Por que um dia a gente é de um jeito e no outro dia a gente muda ? É assim com meu humor, é assim com o humor das outras pessoas, por isso tem intrigas, as pessoas não se mantém idênticas por muito tempo, mas pensando melhor isso é uma coisa divertida, se fosse muito igual ia ser chato pra caralho, seria como ver o mesmo episódio todos os dias, pra muitos isso é divertido, pra mim não, não consigo ver um filme duas vezes seguidas, só depois de muito tempo, porque já vou te esquecido metade das coisas, e mesmo assim não é legal, estou sempre atrás de novidades, falando em novidades, ver Rage Against The Machine na GLOBO, foi uma novidade pra mim, achei tão legal, o legal que dormi e consegui ver uma música só, e nem sei qual era, mas foi importante vou contar que vi RATM na Globo pra todo mundo. Depois acordei, estava dando fórmula 1, dormi denovo, acordei e estava dando jornal, e a matéria do jornal era sobre bonés, sempre quis usar um boné, estou em Porto Alegre, a procura de um, mas nada fica legal em mim, por que ? porque sou cabeçudo, é um saco ser cabeçudo, eu pensei que fosse por causa do meu cabelo, mas não é, eu cortei meu cabelo e continuo sendo cabeçudo, acabo sempre optando pela touca, mas eu não entendi o porque de eu estar expondo isso, ninguém quer saber se cabeçudo ou não, mas sei lá as pessoas quando descobrem um defeito da outra acham tão engraçado, você acha engraçado eu me sentir cabeçudo ? eu não acho. Tive uma pausa da escrita desse post pra ir ao banheiro porque espirrei, que nojo. Odeio ficar doente, e muito mais espirrar, antigamente quando eu era criança, eu achava extremamente divertido espirrar, como eu era idiota, qual a graça nisso ? Tu estás no meio da sala de aula todo mundo quieto e tu espirras todo mundo te olha e fala - Saúde! - Vai se fuder parece que vou morrer porque estou espirrando, mas admito que também falo "saúde", essas coisas que os velhos ensinam pra nós, essas maneiras de sermos educados, isso é besta, tá nem tanto, sou meio revoltado, penso em uns detalhes nada a ver, eu acho que um detalhe muda todo um ponto de vista, exemplo um óculos, eu to de óculos hoje, uma coisa simples que se eu saiu na rua e todo mundo vai me falar - Olha esse óculos igual do Pe Lanza! - Dai eu fico pensando, que lixo isso, porque me comparar com um cara desses ? Talvez pelo meu óculos ser 'parecido', mas na real eu comprei porque meu pai tinha um igual e porque a armação era a mais barata, na verdade queria um da mormaii que custava 500 reais, minha mãe só meu olhou e na olhada dela eu vi que eu tava viajando, dai eu peguei esse, não costumo usar na rua, mesmo precisando, me sinto imbecil com esse óculos e não gosto de me sentir imbecil, acho que esta na hora de eu trabalhar pra eu comprar um que me sinta menos imbecil, se bem que o Pc Siqueira tem um parecido, ah grande coisa, o Pc também é esquisito igual ao Pe Lanza, e igual a mim. Talvez se eu saísse ninguém iria falar nada, mas eu ia pensar que a cada olhar de uma pessoa ela estaria debochando profundamente dos meus óculos, merda. As frases do meu dia foram "Que dia é hoje ?" e a outra "Quero acordar pra escrever" *dormiu todo dia*.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Foda-se

Não sei por que coloquei esse título, talvez fosse porque estava me segurando para não escrever,
mas sei lá, essa chuva, esse tempo, essa manha linda, essa minha fome, me da vontade de escrever. Sabe
aquela vontade que te da e tu ficas te recusando em fazer ? Tipo aquela cerveja geladinha, perfeita, que teu amigo lhe oferece, e você fica pensando - Bá tomei aquele trago ontem não posso -, dai você não resisti e toma e parece que tem o gosto melhor do que todas as outras que você tomou ? Então assim que estou me sentindo. Mas se bem que não tenho muito o que falar, pois as palavras fujiram um pouco do meu raciocínio, estou pensando no que tomar de café da manha, talvez vou comer aquele pãozinho com maionese katchup e salsicha, porra só isso que eu como.. ontem eu comi isso e um pastel, tomei um cafézinho com chocolate dos Deuses, estou muito afim de tomar de novo, queria aquelas máquinas sabe ? De fazer café em casa, se bem que eu queria só pra mim, sou meio egoísta eu acho, não muito, até porque estou sempre querendo ajudar, e muitas vezes acabo me sacrificando em vão, ô vida difícil. Tenho que parar de reclamar, percebi que em todos meus posts, ou eu falo que estou confuso, ou eu falo que estou com problemas, mas falando em problemas me lembrei dessa minha dor de garganta, que merda isso heinho, essa renite acaba com o Joãozinho. Ah Joãozinho quando eu era pequeno todo mundo me chamava de Joãozinho eu não gostava, porque queria ser grande alto e forte, hoje ninguém me chama de Joãozinho, me chamam apenas de João, e não tenho apelidos, nunca tive, tentaram colocar uns em mim mas não rolou, talvez seja porque João é um nome tão comum que nem precise. Mas eu confesso que não gosto de apelidos, mentira até faz falta um pra mim, algo como JP, queria que meu nome fosse João Pedro pra me chamarem de JP, se bem que não acho legal João Pedro, na verdade não gosto de nenhum nome que segue o João, o meu então é terrível, eu me acostumei mas quando as pessoas falam, sempre rola aquela piadinha tosca que me deixa com nojo, mas fazer o que a mãe já ficou de cara logo que nasci, e me socou a cara colocando esse nome, mas né, é diferente, é legal quando as pessoas ficam curiosas e tentam adivinhar, nunca conseguem e falam cada um.. uma vez me falaram que eu não tenho cara de joão.. eu tenho cara de joão ? Na verdade eu acho que tenho, talvez porque me acostumei. Já que estou falando em nomes, eu estava pensando quando eu tiver um filho e for homem, eu não darei um nome de uma pessoa que eu conheça, eu acho que no máximo daria João, imagina dar o nome de um antigo amigo teu, deve ser chato isso, pra ti e pro teu filho também, sei lá essas minhas ideias são meio que sem sentindo, mas o sem sentido é o mais legal, divertido, brimks não é, mas agora estou pensando em comer um bolinho de queijo, com um cafézinho que tenha chocolate, e desfrutar dessa bela chuva que esta caindo, a frase do momento é "Café da manha"

O bônus

Aquele grande medo de sair de tudo e largar o que esta perfeito pra um mundo desconhecido que muitos dizem,
"lá esta o futuro". Isso me lembra muito aquelas histórias que eu escutava no tempo de colégio, onde os nordestinos saiam de suas casas e iam pra São Paulo atrás de futuro, chegavam lá e trabalhavam para os outros, então esse é um medo que eu tenho, de não conseguir evoluir. Mas enfim larguei, tinha cansado daquele mundinho chato, eu acabava sendo falso comigo mesmo. Quando troquei de residência lá onde eu morava, vi que ali não era mais meu lugar, aquela casa até que é legal, até meio que sem comparação, com onde estou, mas essa diversão de ir pra um lugar e fazer sua vida é o que eu mais procuro, agora estou no momento mais frágil, aquele momento que passo os dias inteiros pensando e não chego a nenhuma conclusão, me sentindo um grande inútil. Sabe aquela fama que eu penso que eu possuo, de nada me adianta, a fama que eu digo, é minha auto estima, que eu pensava que tinha e estava lá em cima, (em cima ? o que ?), se com uma critica já vou ao inferno, e fico de cara, e fico todo deprimido, coisa besta, mas eu sou assim, as coisas bestas que me machucam, sempre fui, quero mudar. Acabei de achar uma frase interessante, "O primeiro passo eu dei que é o mais fácil, larguei tudo e fuji, agora eu quero ver eu reconstruir tudo de novo", é isso que eu procuro, reconstruir, mudar tudo, fazer tudo diferente, ai como eu quero isso e vou conseguir. Estou fazendo pausas, pra ir responder pessoas ali no msn, acabo me desconcentrando, agora meu pensamento se perdeu e mudou e estou pensando em tomar um leite com nescau, faz muito tempo que eu não tomo, cara eu preciso de tantas coisas, eu vi esse cara do interior do Rio Grande do Sul que ganhou 119 milhões, ai como eu queria que tivesse sido minha mãe, ela estaria tão feliz agora, eu nem saberia que era rico, talvez não saberia o que fazer, se eu fosse rico, essa solidão minha se tornaria maior, porque teria tanta³ gente na minha volta que iria me irritar, e me sentiria mais sozinho, mas né se precisar eu aguento, ah tri. Gírias ai essas gírias adolescentes, eu odeio isso por que eu falo ? queria falar mais formal, mentira não queria, mas eu acho interessante uma pessoa falar bonito, eu acho bonito na verdade, eu estou em uma comunidade de orkut, que fala "pessoas inteligentes me atraem", é me atraem mesmo, pena que eu não atraio elas.. estou pensando uma palavra random, pra eu comentar pra terminar de escrever isso, que tal.. "lava-louças" é isso eu li no meu detergente agora, porra meu detergente não é meu porque na verdade não fui eu que comprei, mas é só eu que lavo as louças aqui, também sou eu que sujo, mas louças ? na verdade são plásticos, pois vivo só de microondas, sim é foda. Assim estou, sai de um sítio tão moderno pra uma metrópole tão precária, por isso que eu digo o difícil e o fácil sempre junto, os opostos não são tão opostos como aparentam ser, a frase do meu pensamento no momento é " por que estou aqui escrevendo isso ? "

Solidão, Madrugada, Coração.

Ah então eu passei o dia inteiro afim de escrever aqui, e estou escrevendo só na sexta feira
(sexta feira ? o que ?), como pode essa semana ter passado tão rápido e eu nem ter percebido ? Estou começando a ficar triste cada dia que passa, to me sentindo cada dia mais só, não sei essa vida nova, essa galera nova, sei lá se bem que na galera antiga eu também me sentia só, mas tinha alguns motivos que faziam eu nem ligar pra isso, ai aquele mundo que eu sai, odeio aquele mundo, na verdade é o mesmo mundo, só muda a cara de pau das pessoas, aqui é tudo mais liberal, é maior, gosto mais, mas ao mesmo tempo não gosto também, sinto falta de tantas³ coisas que não sei dizer o que são, talvez eu nunca tenha tido as coisas que estou sentindo falta.. vejo que muitas coisas estão erradas, vejo que o mundo de contos de fadas que eu vim pra ver não existe, eu sempre soube que não existia, mas mesmo assim insisti, e vou continuar insistindo,
mas por que né ? Por que somos assim ? Aprendemos com o erro e cometemos o mesmo erro depois. É aquele jogo 'nunca diga nunca' porque vai se fuder, esse mundinho que dá voltas, acaba me irritando. Fui dormir cedo nesta quinta-feira, sei lá que horas, do nada acordei as 4:00 da manha mandei sms no celular pra algumas pessoas, pra me sentir 'menos' carente, pessoas que eu gosto na real eu gosto mesmo, mas estão me deixando meio confuso, por que eu já não sei mais o que pensar, na boa, eu ainda não entendi, que aquele mundo " me da sua mão e segue ao meu lado sempre " não existe, é cada um por si mano, isso me deixa triste sério, (triste ?) falando em tristeza, eu estou com uma dor no peito terrível, não sei o porquê sério, eu tava pensando que se do nada morresse, como seria, dai eu fiquei pensando - mas que segurança eu tenho pra saber que não vou morrer ? -, dai eu pensei "ah mas eu sou jovem" tá e dai ? Esse medo de morrer é meio que superficial porque no fundo eu acho que não irei morrer, até porque todo mundo fala - Para de drama você é novo, cheio de saúde - sei lá tanta coisa louca que eu ando vendo, mas tipo não penso em morrer gosto de viver, acho que se eu morresse teria deixado muita coisa aqui sem terminar, talvez alguém chore mas depois todo mundo esquecerá, é assim porque vi amigos de pessoas que morreram esquecerem, não esqueceram eu sei, mas é aquilo o tempo desloca o sofrimento acalma a tristeza, basta ter outra alegria, e segue a vida eu sei disso, mas vou parar de falar em morte, pois o blog é sobre meus dias e eu estou vivo, e penso em continuar vivo por muito tempo.
Então mudando de assunto.. não sei por qual lado seguir nessa vida, esse lado bonzinho, esta me fudendo, acho que consegui abandonar umas coisas e ainda sigo pensando nelas o dia todo, vai se fuder, quero aprender a viver sozinho isso que me falta, " A solidão ser tratada pelo meu coração como a madrugada. ", ai a madrugada que mesmo sem nada é linda, ah como eu amo a madrugada, mesmo tudo no escuro sem diversão alguma, eu amo a madrugada, me sinto feliz, extremamente feliz, tá nem tanto, não sei, mas eu gosto, sabe estou afim de comer arroz com feijão e tomar um suco da CBS de pêssego, a frase do meu dia hoje foi " Ai que dor no coração ".

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

O desespero

Ai esse desespero, por inúmeras coisas, uma delas postar nesse blog, que a dois segundos eu fiz..
já nem sei o que vou escrever, estava com tantas ideias na cabeça, mas todas somem, as ideias vão vindo de um lugar que não sei onde é, acho divertido isso, pegar as palavras no ar e escrever, pensando e escrevendo, devo ter tantos erros de português, porque não me animo a ler de novo o que posto, acho que fujo um pouco das minhas próprias palavras, isso é assustador, esse meu delírio, por tristezas e alegrias, não sei acho esquisito a forma de eu ver e sentir a vida, quero achar um jeito de eu comentar o quanto amo chuva, não sei porque talvez porque estou escutando Stan - Eminem, e esta chovendo, e eu adoro aquela tristeza que rola no dia de chuva, que todo mundo foge pra não se molhar, mas quando tu parar numa janela pra olhar o nada e esta chovendo, é uma sensação unica, eu acho lindo desde pequeno eu amo, e não vou fujir disso jamais, estou com vontade de comer panquecas e não paro de falar nisso, e são quase 4 hrs da manha, e estou aqui escrevendo pra ninguém o que estou pensando, queria falar tanto, contar meus problemas, minhas alegrias, meus defeitos, mas não é o que eu me proponho a falar, porque tristeza atrai tristeza, e esta na hora de eu ser feliz, mudar pra ser feliz ? Será que vale a pena ? Eu ando refletindo nesses dias que passaram, que a sinceridade é uma coisa que você tem que guardar pra você, pois se não, vão te tirar pra ingênuo e vão brincar com você, da medo de pensar no que as pessoas são capazes, se elas são capazes você também é, mas por quê ? Como diria um conhecido meu, que mundo idiota. É lutar pra sobreviver, ai que esta a dúvida maior, por quê ? Eu quero ser feliz. Hoje eu li uma frase interessantíssima, ela falava "O caminho pra felicidade não existe, a felicidade é o caminho" eu achei lindo isso, mas e aí me conta, se eu não sou feliz e não tenho felicidade eu não acho o caminho ? e pra achar o caminho eu tenho que achar a felicidade ? e como eu vou achar a felicidade se não sei o caminho ? #reflita, ai eu cheguei a conclusão daquelas antigas legendas das fotos de álbuns do orkut, a felicidade vem quando você menos espera, na 'sorte de hoje' bombava isso também, mas né esperando morreu o burro.
Corre atrás mané se não tu não acha nada. Eu vou dormir quero ver o que vai acontecer amanhã, nem estou tão curioso mais, pois eu já imagino, ou não, um dia quero ainda escrever sobre "manias" #desabafo. Uma bela fim de noite com uma chuva linda caindo e um chuveiro pingando pra retocar o barulinho legal dos pingos no chão, a palavra do momento é "sono".

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

O começo

Esta aí, meu primeiro post, é como perder a virgindade, talvez algo tão inusitado como seu primeiro vídeo-game, a diferença é, que o vídeo-game você tinha pra jogar com a galera, tentar provar que era o melhor, o blog é pra ti escrever pra desabafar, talvez contar sobre tua vida, sem esperança de retornos, de elogios, mas algo legal, estou cansado de não escrever, quero viver um mundo mais cheio de letras e frases bonitas, criatividade pra mim não é uma coisa que me falta, talvez sinta falta de alguma coisa nos meus viver, talvez isso leitura, escrever, acho tão bom tão melhor que tomar um trago ai e não lembrar nada, falar em não lembrar nada, quando eu escrevo e tenho o que falar é quando estou com sono, normalmente me flui tão mais fácil as ideias, não sei o porquê disso, ai esse medo de errar palavras e depois as pessoas me chamarem de analfabeto, foda-se eu nem vou mostrar pra ninguém esse blog, talvez um dia eu mande pra alguma pessoa e fale, olha o meu desabafo diário, diário ? quem disse que vou entrar outra vez aqui, talvez não lembre nem a senha ou o email, mas sei lá gosto da idéia de eu poder falar o que estou sentindo, gosto da idéia de ter alguém pra me ouvir, ou ler o que estou falando, não falo algo que prende alguém em minhas palavras, isso que sinto falta, as vezes me sinto sem graça, mentira, ou não, confuso não ? poisé isso é o que mais penso o dia todo, ai meu pai do céu como sou confuso, por que ? as vezes acho legal, uma pessoa que é confusa não é critica consigo mesmo, eu sou critico me abalo facilmente, quero mudar todos os dias, quero ser o melhor sempre, talvez seja um erro meu, talvez não, hoje estou aqui as 3:22 da manha sem saber o que falar e escrevendo o que estou pensando, eu não sei o que vou fazer amanhã não esta nada planejado, e sempre quando não tem nada planejado ou se torna uma bosta ou fica legal do nada, é interessante o que eu entendo por legal, e o que os outros entendem por 'legal', a diferença é tão linda, ao mesmo tempo tão feia, pois a gente passa a vida inteira procurando por alguém igual a você, e quando acha nunca da certo por quê ? vida injusta não acha ? eu acho até o momento que acontece alguma coisa muito legal pra mim, eu mudo de opinião muito rápido, troco de assunto a cada minuto, isso é tão confuso pra mim, talvez pra todos que me rodeiam, sinto que ninguém me entende, sinto que eu não me entendo, sinto que ando meio sequelado, a ver navios, como falam os antigos, por um lado estou feliz por outro triste, o dia a dia do joão machado não é fácil, cada dia uma pessoa ta diferente, isso me destrói, mas por que ? se eu estou diferente também, as pessoas mudam isso é legal, vou parar por aqui, logo escrevo algo mais com nexo, isso é o começo de uma história, ou o fim do começo de uma, ai só esperar pra ver, esperar é o que mais faço, espero o meu amanhã o dia inteiro, sem saber o que irá acontecer, isso é divertido, excitante, foda pra caralho, hoje a palavra do meu dia foi, " o amanhã "