domingo, 21 de novembro de 2010

Vontades

Eita vontade de escrever, de desabafar, de falar, de conversar, de gritar, de bater, de fugir, de comer, de dormir, de sonhar, de acordar, de molhar o rosto, vontade de ficar bêbado, e chorar, ou sorrir, ou tentar, ou sumir, ou voltar.. Eita vontade de correr, até você, você mesmo, mesmo não sabendo onde você esta, como te encontrar, um dia talvez, como assim? Talvez um dia, é mesmo, esse dia, o tal dia, pode ser hoje ou amanhã, mas por quê não foi ontem? Por quê? Me responda, o porquê de tudo isso dessa confusão, de tantas coincidências que não levam a nada, de tantos olhares, que acabam em olhares, de tantos sorrisos, que não passam de falsidade escondidas atrás de dentes e gestos, por quê essa música tanto faz eu ficar triste, e feliz ? Por quê a tristeza me faz pensar diferente ? Essa diferença me irrita, não entendo, alguém me explica, meu conflito esta aumentando, cada vez mais, e tende a ficar pior e pior, as pessoas fogem da minha imaginação, é tudo estranho, tudo difícil nunca está adequado, nunca está bom.. será que um dia estará ?
Ouvir isso, depois de ter conversado, parece que eu previ tudo que ia acontecer, parece que as vezes as coisas boas somem de mim, e começa a acontecer um bando de coisas ruins, do nada abre aquele arco-íris por 2 segundos, e tu tem a obrigação de aproveitar o máximo, aproveitar é uma palavra que é difícil pra mim compreender, eu não sei mais o que falar, eu vou tentar parar de pensar. Vontade de dar uma espiada no dia triste ou feliz de amanhã, acho que surpresas estão cada dia mais assustadoras. Frase do momento é "por quê isso é assim ?"

Nenhum comentário:

Postar um comentário