domingo, 26 de janeiro de 2014

Hoje, Janeiro de 2014

Estranho estar escrevendo denovo, umas letras contrárias do que estou vivendo.
A diferença do hoje é notória, vejo nos meus próprios olhos, ou nos meus sonhos,
complicado, digo que não, mas cheio de referências, as flores caíram, no sol exausto
de tanto brilhar e queimar, o frio rolou um dia nesse janeiro...

O coração sempre esta batendo forte, às vezes eu finjo não perceber,
quem chegou agora, já é hora de seguir, de ir, mas pra que isso?
Mas me diz ô porquê daquilo, tantas idas e voltas para seguir no mesmo caminho,
será que isso faz parte do meu destino?

Os caminhos são conflitos, dolorosos e gloriosos.

É hora de publicar.