terça-feira, 12 de outubro de 2010

Os detalhes

Eu ando sem vontade de viver, eu ando meio que sem atitude, sei lá, sem vontade de escrever, eu começo pilhado alguma coisa, logo eu desisto, eu não era assim, eu nunca fui assim, na verdade eu não sou assim.. Por que ? ando sonhando coisas ruins, mas sempre tive o pensamento que quando sonho coisas ruins acontecem coisas boas, e vice e versa, por isso tenho medo de sonhar, medo de ver o futuro, que é o que eu não quero ver, esses dias me perguntaram se eu acreditava em destino, você acredita em destino ? Eu fiquei pensando nisso, eu sei que pensar nisso não me levará a nada, mas o que custa acreditar né ? Sei lá, as vezes eu ando na rua vejo pessoas, parece que já conheço, penso - Bá pode ser de outra vida. risos - Sim eu acredito em outras vidas, eu acho que por isso que estou levando essa vida 'tão de boa', sei que tudo vai melhorar, que nada tem um fim, esses dias falaram pra mim que o 'pra sempre' não existe, eu não sei falar sobre isso, na verdade eu sei, e vou falar, eu acho que o pra sempre existe sim, o que não existe é força de vontade pra manter esse pra sempre, porque eu sei que vou lembrar da minha mãe pra sempre, do meu pai pra sempre, da minha primeira namorada pra sempre, e do meu melhor amigo pra sempre, esse pra sempre pode acabar mas enquanto ele durar ele será eterno, e o 'eterno' é pra sempre. Eu acho que sou meio confuso, (meio?) sei lá a cada dia que passa eu tento entender essa vida louca, acho que eu deveria ser um pensador, não faz nada fica só pensando, ainda fica famoso se consegue pensar algo legal, o difícil é eu pensar em algo concreto, esse meu mundo é muito irreal, pra mim tudo é um sonho e um dia a gente acorda, e quando a gente acorda é a morte batendo na nossa porta, tenho medo desses assuntos assim, as pessoas nem dão bola pra isso, porque se dessem nada seria assim, deixar de viver pra pensar no porque esta vivendo, isso não existe, mas eu sou curioso demais. Mudando de assunto, meus dias estão ficando loucos, eu era um guri do interior, e agora sou maior de idade e estou numa cidade grande, ando de trem, vou em estações, vejo pessoas loucas gritando nas ruas, vejo homens estátuas, vejo caras com um pandeiro nos pés, uma folha na boca, e um violão nas mãos, fazendo um belo som, eu sou o único que parei pra escutar o cara dos pandeiros nos pés, eu gosto disso, dessa novidade, vejo gente gritando "vendo ouro, compro ouro" fico imaginando, porque eles fazem aquilo, logo me vem na cabeça, "dinheiro, sobrevivência". Que mundo triste, pessoas tendo que estar com uma estampa no corpo pra se sustentar, fazer o que né, como dizem, não estudaram. Mundo desigual, mas sei lá, esse assunto é muito amplo, o que quero dizer, é como fico encantando com coisas simples, igrejas, prédios altos, pessoas com dreads, pessoas com roupas engraçadas, esses dias vi um cara vestido de pirata, mas era muito real, e tinha uma namorada, era engraçado, uma mulher comentou pra outra -"Que homem sem noção"- Ela nem sabe porque ele estava daquele jeito por que comentou isso ? Até aqui nessa cidade pessoas falam das outras, isso é pelo mundo inteiro. Como eu queria alguém do meu lado, pra ver notar esses detalhes comigo, acho que não existe ninguém que se interesse por isso, como eu. A frase do momento é "Parar de dormir".

Um comentário:

  1. fases na vida da gente nos deixam meio confusos mesmo,me sinto assim todo dia todo momento ..
    sei lah pq to potando isso mas acho que ngm ainda oo fez e me deu vontade enfim , rearo nos minimos detalhes da rua ainda mais se estou em porto alegre, onde tudo fascina tudo tem inumeros detalhes e as pessoas andam tao rapido que nem tem "tempo" para reparar.. gostei de saber que nao sou unica e que esse "detlhes" tbm sao reparados por outro alguem que nao meu amigo imaginario ..

    ResponderExcluir