sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Em casa, no sofá.

Estava eu, em Alegrete, sem internet, noites de 'estudos' comecei a estudar literatura, estava pensando no blog, aquele que demorei tanto pra postar de novo, aquele que meu pensamento era postar só depois de algumas semanas que eu começasse a trabalhar, porque queria contar a realidade, após ter conseguido o trabalho, mas enfim.. Lá estava eu com um caderno e um livro de literatura, olhando O programa do Jô, e antes eu olhava Dois homens e meio, que aliás eu acho perfeito. Mas continuando... Quero postar meus pensamentos logo logo, vou postar eles soltos como eu escrevi na hora, a lógica não vai existir, pra vocês, talvez pra mim, exista, ou talvez não, na verdade meu mundo é meio sem lógica, existe uma lógica por trás de um mundo sem lógica, mas ninguém entende. Então vou postar, o poema imbecil que citei pra mãe, e ela duvidou que fosse eu que tinha escrito, algo que nem eu entendi o que escrevi, meio sem nexo, mas é legal porque rima, eu nem sei onde eu escrevi, mas eu vou achar, eu sei que vou, se bem que minha casa esta uma bagunça, e eu ainda tenho que ir no supermercado, preciso lá comprar um esquema extremamente importante no meu dia a dia, que não contarei o que é, eu ainda to pilhado em comprar o boné, ainda mais com cabelo curto agora, precisava comentar isso no meio desse post, atrapalhando todo o meu pensamento e tal, agora nem lembro o que eu tava falando, terei que ler de novo, que saco, ler o que eu escrevo é uma bosta, eu acho que estou meio revoltado, na verdade eu sou meio revoltado, hoje eu queria dar uma volta de noite, mas como trabalho amanha eu só quero dormir, com os anjos e tal, e ver se eu melhoro, um dia vou vir aqui e postar tudo que escrevi, vai ser meio sem ordem, mas quem leu esse, entenderá porque estarei largando aquelas idéias ali. O pensamento do momento é "Bá como é perfeito dormir, to muito afim de dormir e não ir no supermercado e nem fazer nada, apenas deitar", te liga que esse foi a maior frase do final dos meus posts, estou mudando que medo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário