domingo, 29 de abril de 2012

Uma bebida e uma resposta, por favor?

Talvez uma parede branca, sem ouvidos, mas tão atenta,
Talvez uma janela aberta, sem final, mas tão dormente,
Talvez não veja, não toque, não me importa,
Talvez.

Sem porquês, sem respostas, sem perguntas,
Sem lembranças, sem melancolias, sem razões,
Sem você, sem mim, sem nada,
Sem amor.

Um passado presente,
Os sonhos estão a me machucar,
Estão a me contar,
O que ainda não quero escutar.

Chance de falar,
Liberte esse peso,
Me mostre tua força,
Me mostre teus punhos,
Tuas garras,

Te espero agora,
Depois,
Em outra vida,
Em outro universo.
Talvez.

Um comentário: