quinta-feira, 26 de abril de 2012

Palavras do coração.

Não sei onde fui parar e porque estou por aqui sozinho a andar.. Sinto tua falta, sinto falta
daquele olhar único, aquele que tu sempre acaba por olhar. Meio perdido como sempre, mas
a esperança se faz minha amiga por obrigação, que saudade, quantas lembranças. A pouco tempo
estava tão perto e parecia que de perto eu não poderia sair, mas acabei tendo que vir. Não esqueça
do que te falei, daquele dia que te abracei e te vi chorar, teu choro que me fez chorar também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário