sexta-feira, 6 de maio de 2011

Tribos

O nome não é relativo ao meu texto que irei escrever, mas até pode ser à algum trecho ou sei lá. Não importa o momento ou o lugar, a oportunidade está te rondando de uma forma que tu não enxergará com os olhos, sentirá no peito, talvez um pedido que tu tenha feito à algum tempo e vai se realizar sem você perceber e por medo deixa de fazer o que deveria ser feito.. Começou com uma grande fila, irritação alheia, irritação minha.. Uma boa ação de um homem me faz olhar diferente pra aquele 'rapaz', eu na hora ironizei, pagando a minha de engraçadinho, mas foi na brincadeira, meu estilo meio assustador, deixou todos inquietos, e o tal rapaz me olhou e fez cara que não gostou, eu entendi a idéia, e brinquei dizendo que se fosse eu fazendo a boa ação, todo mundo riria da minha cara, o rapaz estava bem arrumado transparecendo assim uma imagem mais intelectual do que a minha. Gosto tanto da inteligência alheia e eu acho que o meu objetivo é ser tão grande quanto e muito acima, pois de um jeito diverso, que contorna a realidade, mudar a realidade pra quê? Quem realmente acredita que tudo isso possa ser real, não pensa na vida, pois na lógica o que tu toca é o que é real, mas todo mundo busca o irreal, o maior exemplo é o tal sentimento do amor. Sem explicações, cada um com uma imaginação diferente, cada um toma a vida de um jeito para si, só quero comentar que fiquei feliz com o que aconteceu, esse texto é bem pra mim, acho que só eu conseguirei interpretar, é como guardar no meu pequeno diário o que rolou após um trampo corrido e bem dramático. Frase do momento é "Fico feliz pelos sorrisos que tive coragem de esboçar".

Nenhum comentário:

Postar um comentário