quarta-feira, 27 de abril de 2011

Muita gente

Muita gente é quando realmente não tem ninguém, pois aí as ideias fazem um sentido. Mesmo que o sentido não tenha sentido, aprendi a conviver com isso, escrevo para a dor de cabeça passar, para dormir melhor. Dou risada das minhas cagadas, dou risada de mim mesmo, dou risada do meu sorriso estranho, mas tão sincero. Sinto que sou o melhor, sinto que sou superior, acho que todo mundo sente isso, acho que estou sem meu travesseiro favorito, acho que estou sem meu lugar, acho que vivo pra conhecer olhar pro lado e ver uma árvore, eu presto atenção, sei que você não. No meio de tanta gente caminhando loucamente pelo centro, olho rosto à rosto atrás de você, inspiração do meu dia-a-dia. Olho no espelho e vejo minhas diversas faces, meu humor, adorava chorar e ir na frente do espelho olhar meu olho que ficava azul. Quero ver o mar, andar na areia, quero anoitecer, apertar tua mão, sentir o vento no teu pescoço, que transparece no meu olhar, quero ver você chorar, quero ver você me abraçar, quero sentir você perto de mim, você não existe até eu te achar e perceber que você não vai ser assim. Estou no trem, olho tantas pessoas, penso na vida de cada uma, será que alguém faz isso? Adoro conhecer e ver o quanto é tudo tão ridículo, o mundo é uma ilusão, poetas se matam, pois descobrem isso. Vivo num sonho tentando sonhar, pois não gostei desse sonho, quero aprender a não gostar do meu verdadeiro gosto e aprender a conviver com a realidade falsa, você chega na minha casa e a frase que você lerá no ar é "welcome to my ilusion". Não sou como você, até parece que não existo mais, me sinto uma alma pagando pelos meu pecados, então é aqui o purgatório? Adoro, vamos vencê-lo pra chegar no próximo, a vida é um grande jogo, onde você pode fazer tudo, com muitas conseqüências que você esquecerá, mas chorará porque sentirá na pele todo mal que causou. A frase do momento é "Tudo está ligado, está na hora de eu me desligar"

Nenhum comentário:

Postar um comentário