domingo, 30 de janeiro de 2011

Desconfiança

Oi, faz anos que não escrevo aqui. Queria dizer que estou diferente de ontem, por atitudes que tomei ontem, estou diferente de hoje porque escutei coisas que queria escutar, me sinto realizado ao mesmo tempo, extremamente perdido, não tenho medo de dizer, que estou fracassando ao mesmo tempo tentando me recuperar, não tenho vergonha de falar que errei, e não quero ganhar, vencer ou talvez a palavra seja acertar, pra falar para ti que sou bom, quero falar para mim que sou bom, porque eu estou desconfiado, e o primeiro erro é não confiar em si mesmo, eu confio em mim, estou aqui firme e forte, fui baleado, mas estou de pé, tenho tantos dramas pra falar, tantas experiências pra dividir, mas não quero falar, pois já passou, e eu venci, e não foi difícil, pois estou aqui cada vez melhor, estou com saúde, espero estar.. Estou com medo de surpresas, estou me determinando em me afastar e focalizar no que eu realmente desejo, estou demorando para descobrir, cada um tem seu tempo, eu sou tão diferente ao mesmo tempo, igual a todos, fico pensando se alguém no mundo pensa de uma forma parecida com a minha, muitos falam que sim, mas eu sei que não pensam. Eu gosto tanto de entender, de descobrir, não gosto de viver sem ter porquê e isso está claro para todos. Penso muito nesse meu blog, penso em falar uns momentos lindos que eu passo, e uns momentos tristes que também passo, no fim eu não escrevo por falta de tempo e vontade, e se eu estou sem vontade de escrever é porque estou bem, porque aqui é uma tristeza expressada em palavras. Palavras conquistam o mundo, mas o difícil é você falar o que todo mundo quer ouvir, o difícil é você fazer elas entenderem o teu lado da história, o mundo é egoísta, eu sou egoísta, queria chamar você de egoísta mas seria idiota da minha parte... Estou escutando músicas no celular, pois nesse pc de merda não tem placa de som, estou realmente triste com pessoas próximas, e feliz com pessoas distantes, na verdade eu nunca consigo manter a felicidade, acredito que ninguém consiga. Hoje eu vi um filme, Marley e eu, e minha vontade de ter um cachorro cresceu, quero ter meu cachorro, quero um amigo, quero o meu Bob comigo. E essa vontade me fez pensar em o que estou fazendo para ter um cachorro, estou pecando, estou errando, devo melhorar, devo me distanciar, devo saber diferenciar, estou desconfiado do futuro, estou desconfiado do passado, talvez meu nome nem seja joão, sabe, cansei de aceitar, quero me sacrificar pelo futuro, pois hoje, graças a um velho falecido, que trabalho toda vida dele, estou comendo diariamente. Daqui 100 anos espero que tudo que eu deixe aqui, tenha valor para quem estiver usando, quero deixar de ser egoísta quero mudar meu ponto de vista, quero parar de encher o saco de pessoas que não merecem, quero deixar de buscar o melhor de todo mundo, pois isso, só me comprova que pessoas são retardadas, está na hora de eu viver por mim, cansei de andar ao lado de pessoas que não mereçam, a partir de hoje vou mudar. A frase do momento é "que falta me faz tudo que quero achar".

Nenhum comentário:

Postar um comentário