domingo, 15 de janeiro de 2012

Sinta

Olhar o céu quando ele não aparece, olhar as estrelas que são sempre iguais e sempre surpreendentes, as palavras nem existem mais, só sobrou algo que ninguém entende, quero nascer quero viver, a vida que me bate todos os dias, a vida que me ensina, me grita, me mostra como viver contra o mundo, contra tudo, me sinto fora de órbita, saudades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário